Documentário

“Quando a realidade parece ficção, é hora de fazer documentário”

Eduardo Coutinho

Como carro chefe do projeto “Memórias da Resistência” está a realização de um documentário audiovisual. Nele será contado como os documentos do DOPS foram achados por pessoas ligadas ao corte da cana, as histórias que envolvem o local do encontro e buscará dar luz a algumas das histórias que estavam esquecidas em meio aos documentos, assim como, o processo 198/69 relacionado às Forças Armadas de Libertação Nacional de Ribeirão Preto, e a invasão policial ao CRUSP em 1968.

Além de utilizar material de arquivo, conversamos com envolvidos em todos esses acontecimentos, possuindo com isso um riquíssimo e emocionante material histórico. Entendemos o projeto como documentação e memória, uma pesquisa histórica, e como em um documentário não se pode dar conta de todas as particularidades e fatos contados em uma entrevista, elas ficarão disponíveis neste sítio para consulta e utilização da sociedade brasileira em geral, e mais especificamente para pesquisadores da Ditadura Militar. As entrevistas serão disponibilizadas gradativamente após o lançamento do documentário.